Indústria sofre maior queda em março, comércio e serviços também caem

Apesar da queda no mês, o índice de vendas do comércio mostra leve crescimento no trimestre, enquanto que a indústria apresenta quedas de 15% no mês e 5,4% no trimestre


Comércio


Os dados da Pesquisa Mensal dos Serviços, divulgados pelo IBGE, mostram que o volume de vendas de Santa Catarina cresceu 0,33% até março, colocando o estado em 15º lugar no ranking nacional. A queda de 5,4% na comparação com fevereiro deste ano influenciou o baixo desempenho. No Brasil houve alta de 1,6% no período.


Entre os estados da região Sul, Paraná lidera o ranking com crescimento de 2,2% no período. Já o Rio Grande do Sul encerrou o primeiro trimestre do ano com queda de 1% no volume de vendas.


O maior crescimento em vendas do comércio ocorreu nas atividades de Farmácia e Cosméticos (9,1%), Hipermercados e Supermercados (7,3%) e outras atividades do ramo alimentício (7,0%). Em sentido oposto, as vendas de equipamentos de TI (-21,9%), tecidos e vestuário (-17%) e móveis (-16,5%), foram as que mais caíram no trimestre em Santa Catarina.


Serviços


O volume de serviços catarinense recuou 1,03% até março deste ano, ficando em 6º lugar entre os 12 estados avaliados no país. A queda do volume de serviços prestados às famílias (-7,6%) e os serviços de informação e comunicação (-4,2) influenciaram o desempenho negativo do indicador. No Brasil a queda foi de 0,1%.


Na Região Sul do país, o volume de serviços de Santa Catarina foi o que menos caiu. Rio Grande do Sul (-4,6%) e Paraná (-1,7%) tiveram os piores resultados no período.


Indústria


A indústria de Santa Catarina registrou o pior desempenho entre os setores. Com queda de 5,1% no trimestre, também teve o pior desempenho entre os estados avaliados. No Rio Grande do Sul o recuo foi de 4,7%. Já o Paraná cresceu 2,6%, ficando acima da média nacional, que encerrou o trimestre em queda (-1,1%).


Contribuíram para o desempenho negativo a redução da fabricação de veículos (-15,5%), de máquinas e equipamentos (-14,3%) e de confecção (-14%). As únicas atividades que tiveram alta no no ano foram alimentos (4,4%) e celulose e produtos de papel (0,3%).


Caravela Soluções - CNPJ 34.116.150.0001-87

contato@caravela.biz

Florianópolis - SC

(48) 99810 5647

©2019 by Caravela. Proudly created with Wix.com

Política de Privacidade

  • LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • WhatsApp